buscar

Conheça os tipos de milho para pipoca

Você já parou pra pensar se existe outros tipos de milho para fazer aquela pipoquinha de final de semana? Pois é! Os grãos do milho não são apenas de uma especificação, existem então diversas variedades que podem mudar de sabor, textura, tamanho e utilidade.

Rural
2 meses atrás
Conheça os tipos de milho para pipoca

O milho tem uma grande produtividade no Brasil, o seu cultivo depende de algumas especificações como tecnologia, estabilidade do solo, locais de plantio entre outros fatores que contribuem par que, uma cultura seja cultivada com todos os recursos existentes, da forma mais natural possível.

O milho da pipoca é considerado um tipo, e dentro dele existem outras variedades da mesma, como a cor, o sabor, e outros aspectos que mudam. Então acredite, podemos ver pipoca de grãos de milho vermelho, azuis e de outras características diferentes.

Quais são os tipos de milho que existem?

O milho tem uma grande produtividade no Brasil, o seu cultivo depende de algumas especificações como tecnologia, estabilidade do solo, locais de plantio entre outros fatores que contribuem par que, uma cultura seja cultivada com todos os recursos existentes, da forma mais natural possível.
O milho tem uma grande produtividade no Brasil, o seu cultivo depende de algumas especificações como tecnologia, estabilidade do solo, locais de plantio entre outros fatores que contribuem par que, uma cultura seja cultivada com todos os recursos existentes, da forma mais natural possível.

Saindo um pouco do foco da pipoca, vamos citar alguns tipos de variedades mais comumentes conhecidas e cultivadas aqui no nosso país. Geralmente, a maioria dos grãos são colhidos no período de safra quando já atingem a sua maturação, exceto o milho verde que se colhe quando ainda está imaturo.

Os tipos de milho variam de diversas característica, um deles é o milho mole que por ter esse aspecto mais maleável é utilizado na produção de farinhas e alguns amidos. Do contrário também temos o de caráter duro, que geralmente se usa para processos industriais na produção de cerveja, álcool, e outros, além de ser utilizado para fazer diversos alimentos como canjicão, canjiquinha, fubá entre outros.

Existe o milho dentado, que possui uma fenda em seu dente e nessa parte ele fica um pouco mais mole, geralmente é utilizado para a produções de amido, xarope e é voltado como um alimento de grande potencial nutritivo para os animais. A outra variação é o de pipoca que iremos conversar um pouco mais abaixo.

Por último, temos o mais conhecido por nós, o milho verde ou doce, que geralmente é encontrado naquelas barraquinhas de praia. Esse tipo é um dos mais produzidos no Brasil, ele tem um grande potencial de nutrição e além disso pode ser usado em diversos tipos de comida, como pamonhas, curau, bolo de milho entre muitos outros.

Como o milho se transforma em pipoca?

"Pipoca" originou-se do termo tupi pï'poka, "estalando a pele", formado pela junção de pira (pele) e poka (estourar). "Pororoca" originou-se do termo tupi poro'roka, gerúndio de poro'rog, "estrondar".
“Pipoca” originou-se do termo tupi pï’poka, “estalando a pele”, formado pela junção de pira (pele) e poka (estourar). “Pororoca” originou-se do termo tupi poro’roka, gerúndio de poro’rog, “estrondar”.

Agora que você conhece um pouco sobre as variedades de milho que existem, vamos falar um pouco sobre o da pipoca. Ele pode ser encontrado nas principais cores: Branca, azul, vermelha ou amarela-alaranjada que é a mais comum de se ver.

A textura desse grão acaba sendo mais dura, e quando ela entra em contato com a água da panela e todo o aquecimento lá dentro, é gerado uma pressão, que faz com que essa semente estoure e se torne aquela “camada” esbranquiçada, conhecida como pipoca.

Então a principal característica do grão da pipoca é a sua capacidade de expansão, pois juntamente com essa reações químicas ela se transforma em algo delicioso de se comer. Vamos mostrar agora, quais são os tipos de variações de pipoca que existem.

Em 1981, a gigante americana General Mills, registrou a primeira patente de pipoca de micro-ondas. Fato que foi responsável por um crescimento assustador do consumo do petisco. Mesmo sendo considerado um alimento que pode apresentar certos riscos de saúde, o consumo de pipoca, após esta invenção, subiu consideravelmente no ano seguinte.

Pipoca Mushroom

A pipoca mushroom é a variedade do grão que é mais comum aqui, que é o amarelo-alaranjado, esse podemos dizer que é do tipo A. Essa variação muda principalmente em questão do formato, onde ele fica mais parecido com um “cogumelo”, sendo mais arredondado e um pouco maior do que o comum.

Pipoca Butterfly

A pipoca butterfly também é uma variação do milho de tipo A, e também o que muda é o formato, onde ela acaba aparecendo como uma borboleta mesmo, grande e com algumas formas mais irregulares quando se estoura na panela.

Pipoca de milho branco

Ela possui algumas características diferentes, pois apresenta a sua casca um pouco mais macia, quase sem nada. Além disso, quando estourada na panela, ela fica muito mais branca, e se apresenta em um tamanho menor do que a pipoca amarela.

Em relação ao sabor, pode-se perceber que esse tipo de milho acaba sendo menos doce. Atualmente, no Brasil é difícil encontrar esse tipo no mercado, pois com o tempo ele foi sumindo, no entanto, nos EUA ela é ainda muito vendida.

Pipoca de milho azul

Esse milho tem a característica de ser mais doce, então se você é amante de pipoca doce cheio de guloseimas, talvez essa seria uma ótima opção. Apesar do grão ter a característica de cor mais escura, assim que ele estoura na panela, o resultado acaba sendo diferente, apresentando uma pipoca de um tamanho menor, mais duro do que a comum e com um floco pequeno a sua volta.

Pipoca de milho vermelho

Esse milho também é um pouco difícil de se encontrar, mas assim que se coloca na panela já tem o seu teor de pressão o suficiente para ser estourada rapidamente. Uma das características desse grão, além de ser avermelhado, é que ele quase não deixa cascas assim que é estourado.

O sabor não varia muito e nem é tão marcante quanto os outros tipos de milho, então ela continuaria caindo bem tanto para o doce quanto para o salgado.

Esses são alguns tipos de milho para fazer aquela pipoca especial, talvez alguns possam ser um pouco mais difícil de se encontrar devido a produtividade e demanda do mercado. Porém, se encontrado, vale a pena a experiência de estar comendo aquela pipoquinha diferenciada!

Como se faz curau de milho verde
O milho verde possui diversas variações alimentícias, e uma de suas características marcantes é justamente esse leque de utilidades dentro da culinária, onde se é usado...
A fazenda perfeita existe?
A agricultura é responsável por todo o cultivo e o mesmo chega a alimentar ao mundo todo, então a importância dessas plantações, dos preparos de terreno e todos os produtos...
A história e a receita do bolo de milho
Como falamos acima, suas variedades mais adquiridas no mercado são os 5 tipos, dentado, verde, doce, mole, duro e de pipoca. Os mesmo ainda assim variam suas características,...
O que é o milho safrinha?
O milho safrinha tem esse nome porque ele tem sua definição em “sequeiro”, ou seja, ele acaba sendo cultivado após o período de safra, que geralmente dura em torno de 5...
Tudo sobre o milho e suas riquezas
Ele é consumido por nós e também pelos animais, assim, consegue suprir uma grande demanda nutricional, mas não para por aí! O milho além de servir como um alimento rico pra...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...