buscar
´

A importância do Milho na economia

A agricultura do milho na economia brasileira é de uma importância fundamental para o país que supera em primeiro lugar seria a soja.

Rural
2 meses atrás
A importância do Milho na economia

O Milho é uma  das fontes principais de alimento, sendo a mais antigas do mundo, com origem nas Américas, dizem que a sua origem tenha sido no México, América Central ou Sudoeste dos Estados Unidos.

A importância econômica do milho é caracterizada por diversas formas de sua utilização que  vai desde da alimentação animal até as industrias de alta tecnologia. Usa-se o milho em grãos como alimentação animal, representa a maior parte do consumo  desse cereal, em cerca de 70 % no mundo. Também cultivavam em jardins até que seu valor alimentício tornou-se conhecido.

Nos Estados Unidos usa-se em cerca de 50%, enquanto no Brasil varia entorno de 60% á 80% dependendo de ano para ano, variando sempre.

O Milho em grão não é de muito uso na alimentação humana, com derivados de milho, muito usado em regiões de baixa renda, se tornando um fator importante nas egiões do Nordeste do Brasil.

O uso do milho nos Estados Unidos tanto como alimentação humana, animais e indústrias, consomem uns 180 milhões de toneladas produzido cada ano, exemplo:

  • 0,2% semente
  • 1,2% Alimentação Humana
  • 2,6 % Amido
  • 5,0 % Alcool
  • 8,0 % Adoçante
  • 50,1 % Alimento animal
  • 22,6 % Exportção
  • 10,3 % Estoque finais

O grão  se extrai o óleo de cozinha, o amido é versátil podendo ser usado como comida, componente na fabricação de materiais, convertido em etanol ou adoçantes.

A casca é rica em proteína, usado para se fazer alimentação animal. A produção de milho tem acompanhado o crescimento da produção de suínos e aves, no Brasil e no mundo. Também está crescendo a produção de frango e suínos no país.

Além dos frangos e suínos , fazem parte da demanda por milho para a alimentação animal os bovinos e os pequenos animais.

No Brasil o milho é cultivado em 3,6 milhões de propriedades rurais na safra de 2007 a 2008, uma área de 14 milhões de hectares, apresentou respectivamente, produção e produtividade de 58,6 milhões de toneladas e 3.950 Kg ha.

Nos últimos 31 anos, área plantada aumentou em aproximadamente 2,5 milhões de hectares, a produtividade passou de cerca de 1.600 kg – para cerca de 3.950 kg- sendo que a produção no total aumentou para 40 milhões de toneladas.

O Milho é cultivado em todo território nacional, Cerca de 77% da área plantada e 92 % da produção é nas regiões sul, sudeste e centro-oeste, sendo que a região sul participou com 42 % da área e 53 % da produção, sudeste com 19 % da área 19 % da produção e centro-oeste, com 15% da área de 19 % da produção.

Estas áreas estão apresentando tanto na produção quanto vem aumentando nos últimos 31 anos.

A importância do milho está relacionada ao aspecto social , pois como se via anteriormente, grande parte dos produtores não é altamente tecnificada e não possui grandes extensões de terras, mas dependem dessa produção para viver.

Segundo os dados do IBGE, 59,84 % dos estabelecimentos que produzem milho consomem a produção na propriedade.

Este alto percentual de estabelecimento que consomem o grão internamente, estes representam  apenas 24,93 % da produção nacional de milho.

Podemos afirmar á uma clara dualidade na produção do cereal no Brasil, tendo em conta que tem pequenos produtores que não se preocupam em produzir mais  e comercializar mais enquanto os grandes produtores querem produzir mais tendo mais terras produtivas mais capital.

Enquanto ao emprego de mão-de-obra, cerca de 14,5 % das pessoas ocupadas nas lavouras temporárias é de cerca de 5,5 % dos trabalhadores do setor agrícola estão ligados á produção de milho.

No setor agropecuário, a produção de milho perde perde para a pecuária bovina em termos de utilização de mão-de-obra apesar das tecnologia modernas utilizada  na produção desse cereal serem poupados de mão-de-obra.

Segundo os  dados IBGE , a produção de milho no Brasil representou apenas 0,5 % do produto Interno  (PIB), estes dados retratam a produção do milho em grão, não considerando os milhos especiais e cultivos especiais, como é o caso da produção para selagem, o milho é muito bem aceito no mercado internacional. O milho é muito importante, pois dizem a respeito á fatores econômico e fatores sociais.

A produtividade do milho aumentou 231,5 % nos últimos 40 anos, isto significa em crescimento médio anual de 5,8 % . A produtividade do milho no Brasil, evoluiu de 1.632 kg na safra de 1976-77 para atuais 5.409 kg por hectare na safra 2016-17 mais ou menos de julho de 2017.

Quanto mais consumir este cereal em grão ou mesmo já ele industrializado iremos sempre ter uma boa saúde e ajudando o país crescer.

Como escolher melão
Há três características para serem consideradas na hora de escolher o melão, são elas: casca, cheiro e o aspecto da fruta. No entanto, nem sempre é feita da mesma maneira a...
Variedades do milho transgênico podem ser boas para a humanidade
O milho transgênico é aquele que teve seu material genético modificado, recebeu DNA de um outro ou mais seres que não cruzam de formas...
Cotação e Preço do Milho hoje
Ficar atento ao preço do milho hoje em Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Santa Catarina ou em qualquer outro local do Brasil é fundamental para negociar com bons preços e saber...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...